Você venderia o seu corpo por uma boa renda extra?

Você venderia o seu corpo por uma boa renda extra?

Antes de mais nada, essa é apenas uma brincadeira para provocar a leitura. Renda extra é um dos temas que mais pode ajudar em um plano de ação para as suas finanças.

Para falar sobre isso, começo contando a história de um dia aleatório de março de 2014. Eram 8:00 da manhã e eu pulava eufórico. Acabara de conseguir quatro ingressos para as oitavas de final do Brasil na Copa a menos de R$250,00 cada. Espanha e Holanda no grupo que cruzava com o da seleção eram a garantia de que eu veria um dos melhores jogos do torneio.

Nessa época ninguém ainda tinha entrado no clima, mas em junho os ingressos estavam sendo vendidos a preços bem mais altos. Caso quisesse poderia vender por R$3.000,00 cada.

Sou fanático por Copas do Mundo, mas não compraria o ingresso por este preço. De acordo com as bases da teoria econômica, isso quer dizer que eu deveria vender o meu ingresso.

Mas eu não consegui ser racional como a teoria supõem. Não se pode pedir isso de alguém que não conseguiu assistir a semifinal da Copa de 1994 por causa de uma dor de barriga. Eu não vendi o ingresso.

A verdade é que na vida real a gente trata diferente o que é mantido para troca e o que é mantido para uso.

Em alguns casos é até bom que não sejamos esses robozinhos. Seria um pouco estranho se sua namorada(o) vendesse a caixa de bombons que você comprou com tanto carinho. Já falei em outra oportunidade aqui que seres humanos não foram feitos para serem calculadoras ambulantes.

Mas quando existe bom senso, perceber possibilidades de trocas econômicas pode ser interessante. E nos mostrar algumas oportunidades de renda extra.

Calma, eu não vou te sugerir a prostituição! O título desse texto era só uma artimanha para chamar sua atenção. → Truques básicos que você aprende quando começa a escrever.

Você não vai precisar ir tão longe a ponto de vender o corpo para ter a sua renda extra. Basta pensar fora da caixa.

As vezes o conhecimento adquirido que a gente tem em alguma área parece básico aos nossos olhos, mas pode ser valioso para quem está ao lado. Dar aulas, palestras, montar sites simples, vender empanadas e por ai vai…

Outra alternativa é se desfazer dos móveis e roupas que não usa mais em sites especializados ou nas redes sociais. Além de fazer bem para o bolso, a economia do usados colabora com um planeta mais sustentável.

E esse dinheiro pode ser um aliado de peso para quem não consegue guardar reservas para a difícil aposentadoria ou para quitar uma dívida existente. Só que ele costuma ser pouco explorado.

Vale a reflexão.

2 repostas em "Você venderia o seu corpo por uma boa renda extra?"

  1. Estou precisando muito de uma renda extra e sinceramente não vejo vergonha em utilizar o corpo para pagar contas.

  2. Dependendo das propostas do que tenho que fazer aceitaria sim. Eu sou gay tenho tbm curiosidades em mulheres mesmo que nunca tenho feito nada com elas além de beijos.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados © 2017 - Laboratório do Valor.

Rua Lisboa, 273, Pinheiros, São Paulo – SP
E-mail: contato@labdovalor.com.br